BH: 31 3516-6500 | SP: 11 3512-9306
Área do Cliente

Store
Bandeira Estados Unidos

Produtividade no Brasil: entenda o cenário do país

Grande parte dos empreendedores no Brasil sabem que a produtividade no país é abaixo da média se comparado ao crescimento em outros países. Mas existem algumas razões para isso.

Grande parte dos empreendedores no Brasil sabem que a produtividade no país é abaixo da média se comparado ao crescimento em outros países. Mas existem algumas razões para isso.

Muitos trabalhadores brasileiros têm pouco ou nenhum conhecimento teórico em relação à profissão. Eles aprenderam trabalhando, colocando a “mão na massa”. Apesar de existirem muitos cursos profissionalizantes, as pessoas preferem aprender fazendo do que estudar antes de ir para o ambiente de trabalho.

Entenda o que acontece no Brasil e como sua empresa deve se comportar em meio a um cenário instável. Quer saber como aumentar sua produtividade? Então continue lendo esse post.

Produtividade no Brasil

A produtividade no Brasil não tem se desenvolvido nos últimos anos como o esperado. Esse fator impacta o crescimento nacional e alguns estudiosos apontam razões para a diferença de produtividade do Brasil para os demais países.

De um modo geral (e resumido) a produtividade brasileira é mais baixa por causa de 3 fatores:

1. Falta de qualificação da mão de obra: os nossos trabalhadores não são instruídos ou possuem qualificação inferior.

2. Falta de suporte: as empresas não disponibilizam infraestrutura e equipamentos tecnológicos suficientemente adequados para o trabalho ser eficiente.

3. Baixa produtividade geral: mesmo com uma equipe qualificada e boa estrutura de trabalho, os brasileiros ainda produzem menos que países avançados.

Desses 3 fatores, os dois primeiros são resolvidos de forma mais prática, basta a empresa se dedicar para dar treinamentos para os funcionários, investir em tecnologia. Já o terceiro ponto demanda mais tempo, uma vez que sua empresa precisará estudar os processos para propor soluções que automatizam os procedimentos internos e otimizem o tempo.

No setor da indústria, a contratação de pessoal, em certa medida, se limita a pessoas sem qualificação ou vivência profissional. Enquanto em países desenvolvidos as pessoas passam por cursos profissionalizantes e adquirem experiência prática durante as aulas, no Brasil os candidatos as vagas não são treinados para isso. Sem conhecimento prévio, o aprendizado é o do dia a dia.

O investimento em máquinas, equipamentos e infraestrutura é alto e, por isso, costuma ser deixado para “depois”. Mesmo assim novas aquisições materiais são mais bem vistas pelos gestores empresariais do que o investimento em pessoal.
Para aumentar os índices de produtividade a solução é qualificação de pessoal, aquisição de equipamentos modernos para agilizar os processos e (talvez o mais importante) o desenvolvimento de um software de gestão.

Como melhorar a produtividade na empresa?

Um bom planejamento é um dos primeiros passos e mais importantes para controlar a produtividade empresarial. Você só vai conseguir produzir mais em menos tempo se houver planejamento estratégico – para todas as situações que surgirem.

Implantação de novos equipamentos, crises, corte de gastos, contratação de pessoal, entre outras situações, demandam dos gestores estratégias que precisam ser revistas com o tempo. A adaptação das estratégias é que define o sucesso a longo prazo.

Investir em tecnologia é a estratégia mais assertiva para aumentar a produtividade, uma vez que o objetivo é diminuir o tempo de trabalho operacional, ao mesmo ponto em que melhora a estrutura dos processos.

Mesmo que muitos gestores não acreditem na efetividade da motivação da equipe, faça o possível para ter um ambiente de trabalho agradável que ofereça conforto. Os profissionais que se sentem relaxados e se divertem no trabalho são os mais engajados e isso interfere diretamente no rendimento deles.

Ainda pensando no investimento em capital humano, o investimento na capacitação da equipe pode ser o diferencial da sua empresa. Quanto mais conhecimento seu colaborador tiver, maior serão as chances de encontrar soluções inteligentes e ágeis para a resolução de problemas.

Diminua a frequência das reuniões e dê autonomia para sua equipe trabalhar. Transfira responsabilidade de acordo com as competências de cada um. Seja objetivo em suas análises enquanto gestor e estimule metas e prazos.

Apesar do cenário brasileiro não ser tão animador como o esperado para os empreendedores, o seu modelo de gestão pode desenvolver uma empresa engajada que entrega resultados acima da média.

Para fazer isso, você precisa investir em capital humano e físico constantemente para que sua empresa seja atualizada, independente do segmento que atua. O estado não investe o necessário para educar as pessoas, então esse papel passa a ser da empresa que contrata o profissional sem experiência.

Seguindo um planejamento bem estruturado, sua empresa se posiciona firmemente diante de um contexto desfavorável. No entanto, nesse texto você viu que é possível ter sucesso e produtividade no Brasil.